Apesar de os números apresentados pela CNC (Confederação Nacional do Comércio) serem de previsão de crescimento (de 4,3% em relação ao final do ano passado), os consumidores ainda estão cautelosos para comprar, fazendo pesquisas nos inúmeros sites disponíveis na internet, comparando preços e avaliação de outras pessoas, para verificar o comprometimento e idoneidade da empresa.
E o que você faz para se destacar na multidão?!


O consumidor gosta de bom atendimento, transparência, e confiança, acima de tudo! Depois vem qualidade e preço!
E pensando em internet, não dá para pensar em não ter um e-commerce! Que seja de fácil navegação, atrativo, e sobretudo responsivo, já que com a fácil aquisição de smartphones, o acesso por eles tem crescido a cada dia!
Outros itens importantes que a empresa deve ficar atenta em cumprir o que promete aos clientes como garantia e tempo de entrega, e disponibilidade.
Já nas redes sociais devem aproveitar para levar as pessoas ao seus produtos, além de terem conteúdos relevantes e um canal mais rápido de responder questões ao consumidor.
Portanto, programe-se!


As ações não devem começar na semana anterior ao Natal! É preciso planejamento.
Você pode começar, com base nas vendas dos anos anteriores: programando estoque para não faltar produto, treinando funcionários para bons atendimentos,
programando os prazos de entrega até antes do Natal, alterando as vitrines com produtos campeões de vendas ao menos uma vez por semana (isso vale também para os sites!),
cative seu cliente com um mimo, etc.
E boas vendas!